Vendedor forçado a mentir para clientes tem direito a indenização por assédio moral


O Tribunal Regional Trabalhista da 4ª Região localizado em Porto Alegre, em curiosa sentença, julgou que o vendedor de determinada operadora de telefonia poderia ser indenizado por ter sido compelido a mentir para os clientes acerca dos planos disponibilizados pela operadora, informações importantes e contratação de serviços.


O Juiz, ao decidir o caso, ponderou que havia violação não apenas dos direitos dos consumidores, mas também dos direitos de personalidade do autor.


A decisão foi baseada no assédio moral, que para a Justiça do Trabalho é qualquer conduta abusiva que atente a dignidade ou integridade psíquica ou física de uma pessoa, ameaçando seu emprego ou degradando o clima do local de trabalho.


O valor da indenização, o qual pode ser repetido em causas similares, foi arbitrado em R$ 5.000,00. Processo nº: 0021276-88.2014.5.04.0025

Artigos
Categorias
Marcadores
Redes Sociais
  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon